quarta-feira, 31 de agosto de 2011

A importância da cashrut.

A Torá enfatiza a razão da cashrut com termos
bastante claros: ao observar as leis de cashrut,
o judeu consegue elevar-se na escada da
santidade.
Apesar de que o dano que os alimentos
proibidos causam não é físico, todavia,
impedem que o coração capte e atinja os
elevados valores da alma através do estudo da
Torá.
O alimento não-casher contamina a alma de
forma que exame físico algum consegue
detectar, e cria um impedimento entre o judeu e
sua percepção de D’us. Gradualmente, este
consumo constrói uma barreira que bloqueia e
impede sua compreensão da santidade.
Assim como alguém que está constantemente
exposto à música alta e forte barulho, lenta e
imperceptivelmente, porém com certeza, sofre
perda de sua capacidade de ouvir sons
delicados e de detectar modulações sutis; a
Torá nos diz que da mesma forma, se um judeu
ingere alimentos não casher, ele mina e
entorpece suas capacidades espirituais, e nega
a si mesmo plena oportunidade de santificar-se.
Quem consome alimentos proibidos torna-se
incapaz de perceber suas perdas e não entende
a lógica destas proibições. Assim como quem
vive tomando analgésicos, acha estranho que
outros chorem de dor e sensações que ele não
sente. Analgésicos entorpecem os nervos assim
como alimentos proibidos entorpecem os chips
espirituais.
Por esse motivo, mesmo uma criança pequena
deve evitar comer alimentos proibidos, para que
seu potencial espiritual não seja prejudicado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário