sábado, 11 de agosto de 2012

Os Judeus Acreditam em Karma?



Pergunta:

Qual a opinião judaica sobre o karma?
Resposta:

Karma é a ideia que permeia muitas culturas. No antigo Egito, era chamado “má’at” – em grego, “heimarmene” ou “destino” e em alemão, “wyrd”. Basicamente, a ideia é que tudo está dentro do sistema (em grego: cosmos) e portanto tudo termina voltando eventualmente. Você pode brincar com o sistema e até o manipular, mas não pode fugir dele.
A Divina Providência (Hashgachá) significa que podemos ir além do sistema. Podemos implorar ao Criador do sistema, ou fazer teshuvá (nos arrepender) e transformar a nós mesmos, até mudar nosso passado. Podemos nos libertar da prisão de nosso Egito pessoal e atingir a Luz Infinita pré-cósmica, ilimitada e livre.
Por exemplo, o “karma” de Avraham e Sarah era que eles não tivessem filhos juntos. A Torá nos diz que D'us elevou Avraham acima das estrelas e Sarah deu à luz a Yitschak. Similarmente, o “karma” de seu filho era ser escravizado pelo faraó. Mais uma vez, a intervenção Divina venceu aquele karma e eles foram milagrosamente libertados.
Sim, o karma nos envolve e a tudo que existe. Mas há uma maneira de escapar, através da teshuvá, através da Torá e da boas ações.

Fonte; Beit Chabad 

Nenhum comentário:

Postar um comentário