terça-feira, 28 de maio de 2013

Orgulho de ser judeu


O que é “ser judeu?

” Para alguns é uma das maiores dádivas que o Criador deu ao homem enquanto que para outros é motivo de desprezo, riso e até mesmo de ódio mortal!

Mas quem é o judeu? O judeu é aquele homem ou mulher que nasceram com raízes familiares voltadas para Israel.O ser judeu nos fala sobre as origens de todas as coisas, pois foi com ele que tudo começou... Avraham e os patriarcas deram início não somente a uma saga mas finalmente a uma grande história escrita por um povo que tornou-se a referência de coragem e valentia em todo o mundo...


Ser judeu é lembrar de grandes homens sábios que trouxeram para a humanidade o conhecimento acera do Eterno e de Sua palavra... Moshe dá início a esse “derramar” de conhecimento celestial na terra recebendo a Torah; Shlomo há melech recebe além do conhecimento a sabedoria que extrapola a tudo aquilo que o homem jamais vira ou ouvira em toda a terra; depois vem o maior intérprete das Escrituras que a humanidade já conheceu: Yeshua; Com ele as Escrituras são restauradas e a interpretação da Torah ganha uma nova dimensão; a dimensão não dos sábios ou eruditos, mas a dimensão do celestial que se encontra com o material. É a fusão dos céus com a terra através de um homem que é também “ben Adan”! Ser judeu é poder ser participante de algo que teve início com o Eterno desejando criar tudo aquilo que existe e consumando o seu desejo passando o primeiro shabat da história da criação ao lado do Criador – através de Adan! E o mais importante é que a cada shabat relembramos este momento tão singular em nossa história, coisa que outro povo não pode fazer pois não deseja estar numa dimensão de unidade da terra com os. 


 Ser judeu é poder estar conectado às palavras dos profetas e sábios judeus; é poder viver relembrando as palavras que vieram dos céus e que hoje a terra recebe através de milhões de judeus espalhados pelo mundo... Este privilégio é único pois fomos nós que recebemos do Eterno não somente a sua Palavra como também a oportunidade de vivermos aquilo que poucos seres humanos podem viver: a alegria de ser uma pessoa que carrega dentro de si uma centelha da eternidade que permanece acesa dia e noite em seu coração!


Ser judeu é poder estar espalhado pelo mundo influenciando-o e fazendo de tudo para que a cada dia haja um amanhã melhor... A história dos judeus no mundo surpreende e revela algo que já sabemos: eles são únicos! Por onde passam ficam sempre marcas de amor e de uma nova esperança... Assim foi no tempo dos patriarcas, dos reis e profetas e também nos tempos de Yeshua..


 Finalmente ser judeu é ser perseguido em qualquer lugar e a todo o instante... Esta tem sido a tônica de nossa história pelos séculos a fio; porém a cada grande perseguição transformamos isso numa festa: foi assim com Pessach, quando os egípcios tentaram nos matar e ganhamos a festa da libertação; foi assim em Purim quando Hamam tentou dizimar os judeus do império e falhou por que a rainha que ocupava o trono era uma judia... Finalmente temos Chanucá, quando império Romano desejou matar a alma judaica assimilando-nos e tornando-nos como os gentios... Eles somente não contavam que uma família de sacerdotes guerreiros se levantaria para “zelar” pela integridade do judaísmo e do judeu...



Nenhum comentário:

Postar um comentário