segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Êshet Cháyil, A Mulher Virtuosa

Dependendo do ponto de vista, vocês podem ficar impressionadas, intrigadas ou simplesmente surpresas por constatar que apenas dois livros da Bíblia tem um nome Feminino!!
As Escrituras são reconhecidamente, uma obra escrita por homens inspirados pelo ETERNO; contudo como os livros de Rute e Ester (Hadassah) demostra mais claramente, as mulheres são muito importantes na historia da redenção da humanidade!!
Para recorda-las, no livro de Rute, é contada a historia de uma jovem viúva que, por lealdade a sua sogra, retorna com ela a Jerusalém, para viver lá!!
Em tempos difíceis para ambas, Rute mostra-se trabalhadora; uma mulher de integridade e elevado caráter; O ETERNO compensou a sua fidelidade dando-lhe um novo marido, Boaz, um bom homem, reto e piedoso que alcançou uma certa riqueza, e pode, então, sustentar Rute e Noemi; além disso, Rute e Boaz tornaram-se os bisavós de David, o rei de Israel!!
Já no livro de Ester, a historia é sobre uma mulher fiel em circunstancias bastante adversas; uma jovem judia exilada na Babilônia, Ester, com sua beleza, atraiu a atenção de Assuero e tornou-se rainha; contudo, mesmo como tal, ela devia prestar atenção, ser cuidadosa para não desagradar o seu marido, ser expulsa ou ser morta!!
Num determinado momento, porem, ela arriscou tudo isso, a fim de salvar o seu povo, os judeus, de uma destruição em massa; embora inicialmente amedrontada por arriscar a sua própria vida, ela finalmente decidiu:
“E assim irei ter com o rei, ainda que não é segundo a lei; e, parecendo, pereço” (Ester 4:16);
Ester tinha uma fé vigorosa e corajosa!! Apesar de Rute e Ester serem os únicos livros com nomes femininos, existem muitas outras historias de mulheres importantes nas Escrituras, veja os relatos sobre Raabe [em Josué 2; e Débora) em Juízes 4-5]!!!
Por muitas razões, a maioria dos protagonistas das Escrituras são homens, mas as mulheres tiveram uma participação vital na historia judaica, da mesma forma como participa ate hoje no reino Espiritual;
Que o ETERNO nos permita sermos igual a essas mulheres, com caráter inabalável, personalidade marcante, fidelidade e temor ao Rei do Universo; essa é a mensagem que deixo para todos vocês (bye: Jehh Avigayil Beruriah) Shalom!!!!
Copiado do Facebook: Jehh Avigayil Beruriah
Êshet Cháyil, A Mulher Virtuosa
O poema descreve a esposa perfeita, de confiança do marido, caridosa para com os pobres e gentil para com todos, o marido e os filhos louvando-a como fonte de sua felicidade. Sua meta na vida é valorizar o crescimento do marido e dos filhos no conhecimento das Leis do ETERNO e nas boas ações.
Quem pode encontrar uma mulher virtuosa? Seu valor excede em muito o das jóias.
O coração de seu esposo confia nela, benefício não lhe há de faltar.
Ela o trata com bondade, nunca com maldade, todos os dias de sua vida.
Ela procura lã e linho e trabalha de bom grado com suas mãos.
Ela é como os navios mercantes; traz seu alimento de longe.
Levanta-se enquanto ainda é noite, alimenta seu lar e estabelece as tarefas para suas criadas.
Ela avalia um campo e o adquire; de seu lucro planta um vinhedo. Ela cinge seus lombos com a força e dobra os braços.
Ela está ciente de que seu empreendimento é proveitoso; sua lâmpada não se apaga à noite.
Ela põe suas mãos sobre o fuso, e suas palmas empunham a roca [de fiar].
Ela oferece sua mão ao pobre, e estende suas mãos ao necessitado.
Ela não teme por seu lar durante o frio, pois toda sua família está vestida [e aquecida] com lã escarlate.
Ela faz sua própria tapeçaria; suas vestes são de fino linho e púrpura. Seu marido é famoso nos portais, quando ele senta-se com os anciãos da terra.
Ela fabrica roupa branca e [a] vende, ela provê cinturões aos mercadores.
Força e dignidade são seus trajes; ela olha sorridente para o futuro.
Abre sua boca com sabedoria e o ensinamento da bondade está sobre sua língua.
Ela observa a conduta de seu lar e não come o pão da ociosidade.
Seus filhos levantam-se e a aclamam; seu marido a enaltece [dizendo]: “muitas filhas têm feito obras meritórias, porém tu superaste a todas elas!
O encanto é enganoso e a beleza nada vale; uma mulher temente a D’us é a que deve ser louvada.
Elogiem-na por suas realizações, e que suas obras louvem-na nos portões.” Provérbios 31:10-31
João diz que aquele que afirma: “Eu o conheço”, e não obedece aos seus mandamentos, é mentiroso e a verdade não está nele (1 João 2,4), pois de tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a D-us, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem. Eclesiastes 12:13
Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca (Yeshua, o Messias) Apocalipse 3:15-16

Nenhum comentário:

Postar um comentário