domingo, 17 de abril de 2016

A lenda do Quatro

Em virtude de quatro motivos os Israelitas foram libertados do Egito: Eles não mudaram seu nome. Não mudaram seu idioma. Não revelaram seus segredos e não aboliram o Brit Milá.
A lenda enfatiza que em milhares de anos de história Judaica, o povo manteve seu nome - Am Israel; seu idioma - o hebraico; não revelou seus segredos e preservaram a mitzvá do Brit Milá.
· A Lenda dos Quatro Meses
Em uma lenda bem conhecida que aparece no Midrash Raba (Bemidbar Raba, 3), Rabino Akiva conta que o D'us, tirou os Israelitas de Egito no mês apropriado para o êxodo.
Ele não os tirou em Tamuz - por causa do tempo quente e seco. Ele não os tirou em Tevet - por causa do tempo frio. Ele não os tirou em Tishrei - por causa das chuvas. Mas Ele os tirou em Nisan - porque cai na primavera, e o clima é bom para viajar.
· Quatro Modos de Comer a Matzá da Mitzvá
Comer a matzá para fazer a brachá do "hamotzi". Comer a matzá para fazer a brachá de "achilat matzá". Comer matzá com o maror em memória de Hillel, pois como se diz: "... pão não fermentado e ervas amargas devem ser comidos " (Bamidbar 9:11). Comer a matzá do Afikoman.
· Há Quatro Tipos de Comidas no Prato do Seder
Karpas, Maror, Matzá, Maror entre duas Matzot (em memória de Hillel)
· Quatro Bênçãos
A brachá (benção) - (bore pri ha'adamá) sobre o karpás; a brachá hamotzi lechem min ha'aretz sobre a matzá e a brachá para comer juntos a matzá e o maror.

Fonte: Central Pedagógica da Agência Judaica para Israel

Nenhum comentário:

Postar um comentário