quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Tehilim 27

O Eterno é a luz que me guia e a fonte de minha salvação; a quem, então, temerei? Ele assegura minha existência; o que eu haveria de recear?  Se malévolos me atacam e me pretendem destruir; tropeçam e caem. Ainda que me cerque um exército, não se deixará abalar meu coração e mesmo que desfechem guerra contra mim, minha fé permanecerá inabalável. Um anseio manifestei ao Eterno e sua realização buscarei – que eu habite em Sua Morada por todos os dias de minha vida, a fim de poder contemplar Sua gória e buscar a compreensão de Seus mandamentos. Se uma calamidade ocorrer, Ele me abrigará em Seu Tabernáculo; guardar-me-á no recôndito de Sua Tenda, erguer-me-á acima do cume das montanhas. Protegido contra os inimigos que me quiseram destruir, trarei então oferendas de gratidão à Sua Tenda e entoar-Lhe-ei canções de louvor. Escuta, ó Eterno, minha voz, apieda-Te de mim e concede-me Tua resposta quando a Ti eu clamar. Meu coração compreendeu Teu mandamento – 'Buscai Minha presença' – e Tua presença ele busca.  Não ocultes de mim Tua face e não me afastes de Ti em ira. Tu tens sido meu socorro, portanto não me abandones e não me olvides, ó D'us de minha salvação! Abandonaram-me meu pai e minha mãe, mas o Eterno me acolheu.  Ensina-me Teus caminhos, guia-me pela vereda dos justos e protege-me dos que me odeiam. Não permita que prevaleça contra mim o furor dos inimigos que caluniam e trilham as sendas da violência. Eles me fariam desesperar, não fora minha fé perseverante de que alcançaria neste mundo a bondade do Eterno. Confia pois Nele! Assim, fortalecer-se-á teu coração por depositares no Eterno toda a tua esperança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário